Campanha#ElaFazAcontecer

    A Campanha #ElaFazAcontecer foi encerrada. Estamos verificando todas as histórias recebidas e em breve entraremos em contato. 

    Propósito da Campanha:

    O mercado de telecomunicações Mulheres fortes. A volta de pessoas envolvidas em superação e dedicação. Conhecendo essa realidade, a Câmara Abrint Woman lança uma campanha da mulher no mercado, como fonte de inspiração de boas práticas e gestora de inovação.

    Porque estou

    Quando você compartilha sua história de vida com outras pessoas, você permite que os outros se reinventem, recomecem, façam o mesmo de uma forma diferente. Isso é fazer acontecer, acreditando nas suas particularidades.

    Queremos conhecer a sua história e publicá-la. Ficaríamos honradas em choose you para dialogar com outras mulheres, no Encontro Nacional ABRINT 2019.

    Como participar:

    Preencha o formulário abaixo com os seus dados.

    Como as mulheres são vestidas de mulher e o homem está na qualidade de alguém que está na qualidade de alguém, você deve estar na qualidade de sua equipe.

    Os relatos devem ser enviados até às 23h59 do dia 25 de maio de 2019.

    Um dado implica na aceitação e concordância das condições do.

    A história deve ser estruturada com no mínimo 500 (quinhentas) e no máximo 2.000 (duas mil) palavras.

    O seu relato é uma história de quem quer resolver, é vencedora e categorizada em elementos fundamentais: Inovação, Superação ou Boas Práticas.

    Siga, a seguir, um roteiro para auxiliar você:

    1 – Em qual é a sua história?

    “Inovação” , poderíamos categorizar relatos de iniciativa, visão de futuro, invenção, solução diferenciada e diferencial tecnológico.

    O eixo “Superação” é baseado na experiência de vida, aprendizado, superação de dificuldades, afirmação do papel da Mulher no ambiente de trabalho, entre outros.

    Igualmente relevante, o eixo “Boas Práticas” comportamental, empresarial, sistemático, valorização das pessoas e do gênero feminino, planejamento, estabelecimento de metas, busca de informações e de oportunidades.

    2 – Escolha um título

    O título é uma forma de resumir o que é mais importante e único na sua história de vida. Sugestão: escreva o título por último, depois do relato pronto.

    3 – Conte como tudo começou

    Você tinha um sonho? Alguém te inspirou? Conte-nos o seu trabalho. Como o fato de ser mulher influenciou na sua trajetória?

    4 – Conte como as coisas acontecem no seu dia a dia

    De que você é seus clientes?

    Como você compartilha como as informações? Dê exemplos inovadores de boas práticas. Contexto sobre o requisito especificado para salva-vidas sobre a conduta é o trabalho e um relacionamento com seus pares e clientes. O que é uma motiva?

    5 – Resultados, Realizações e Contribuições:

    Qual solução e acompanhamento adotado como resultado do amadurecimento do negócio, problemas enfrentados, ou dos relacionamentos? Você já voltou, não fez tempo, fez algo diferente?Cite exemplos de melhoria para o descarregamento de lições aprendidas com os erros cometidos no seu trabalho.

    O que você espera do futuro e o que você dá aos outros? Que mensagem você gostaria de passar por outras mulheres que atuam nesse mercado? Reflita sobre os seus propósitos de vida e nos conte a sua percepção do nosso mercado.

    Quais as etapas da Campanha?

    Após o recebimento dos relatórios, uma equipe da ABRINT promove a validação das informações cadastrais dos dados cadastrais. Selecionado some relatos, é uma jornalista ligando para o caso como participa de uma reunião de dados, memorizar informações, atualizar e estruturar uma publicação de relatórios.

    Alguns trechos dos relatos serão publicados pela ABRINT, divulgando os propósitos da Campanha #ElaFazAcontecer e dando destaque às histórias de vida enviadas.

    Serão uma seleção de 4 Mulheres para responder às suas perguntas de especialidade e compartilhar sua experiência de forma dinâmica, sem o espaço da Câmara Abrint Mulher durante o Encontro Nacional ABRINT 2019 . A seleção foi realizada pelos membros da Câmara da Mulher, observando-se como diferenças de experiência e capacidade de se expressar publicamente e de articulação de diálogo construtivo com outras participantes.

    Os participantes da campanha são contemplados com um Workshop exclusivo no Evento Nacional, coordenado por Grazieli Machado Krummenauer. Como as pessoas devem arcar com as despesas de deslocamento e de responsabilidade devem ser responsáveis ​​pela disponibilidade do treinamento.

Participe agora

Câmara ABRINTMulher

    Quem somos:

    A Câmara ABRINT Mulher é um movimento associativo empresarial, organizado por mulheres, com o objetivo de estimular as melhores práticas de gestão e fortalecer a participação das mulheres no setor de Telecomunicações.

    Nossa História

    Hoje, quase 30% das empresas associadas à ABRINT possuem mulheres em seu quadro societário, e uma pesquisa da ABRINT mostrou que há uma relevante representatividade feminina na gestão destas empresas. Contudo, em contraponto à esta constatação percebeu-se, também, uma baixa participação das mulheres no ambiente da associação.

    Inspirada pela idéia de uma Câmara temática que promovesse agendas estruturadas para reconhecer e fortalecer a participação da mulher na gestão dos seus negócios e nas atividades da associação, a ABRINT criou a Câmara ABRINT Mulher que teve o seu lançamento no Encontro Nacional ABRINT 2017 em São Paulo.

    O primeiro trabalho promovido pelo Câmara, contudo, aconteceu antes mesmo do seu lançamento oficial. Durante o 8 ISP – Encontro Nacional, as mulheres que estavam no conselho naquele momento organizaram o "Workshop ABRINT Mulher". O workshop permitiu identificar que é comum a existência de mulheres no quadro societário dos ISPs, mas essas mulheres em geral não participam ativamente da gestão das suas empresas, tampouco das atividades da ABRINT. Isso acontece, segundo questionário aplicado, por falta de conhecimento técnico e por preconceito dentro das suas próprias empresas. Foi a partir dessa constatação que a iniciativa da Câmara ganhou corpo como ferramenta para buscar a capacitação profissional em gestão e liderança e igualdade de gênero como princípio e mecanismo hábil e relevante para garantir sustentabilidade do desenvolvimento político, econômico e social do País e, mais especificamente, do ecossistema da Internet.

    Missão

    Assegurar a inclusão das mulheres e sua participação no ambiente ISP para promover o aprimoramento das práticas existentes através do compartilhamento de experiências e energia feminina.

    Visão

    Ser referência na criação de agendas de gestão para impulsionar as operações dos ISPs através do crescimento pautado em sustentabilidade, igualdade de gênero e promoção de direitos humanos internacionalmente reconhecidos.

    Valores

    Comprometimento com os princípios éticos;
    Respeito aos Associados, Parceiros e Instituições;
    Inovação;
    Valorização do ser humano;

    COMPOSIÇÃO DA CÂMARA

  • Marina Carvalho

    Coordenadora
    Dir. Financeira ABRINT
    Transitório

  • Julinayde Adorno

    Vice-Coordenadora
    Conselheira de Administração

  • Ana Maria Rosini

    Conselheira de Administração

  • Cristiane Sanches

    Associada Netsev

  • Eliana Simioni

    Associada PrataNet

  • Camila Moreno

    Associada Oai

  • Daniele Frasson

    Assessora Jurídica ABRINT

  • Daniela Maia

    Associada MD Brasil

ONU Mulheres

A ONU Mulheres é uma grande inspiração para a Câmara ABRINT Mulher e, assim sendo, acreditamos e compartilhamos de seus Princípios de Empoderamento das Mulheres:

  • Estabelecer liderança corporativa de alto nível para a igualdade de gênero.

  • Tratar todos os homens e mulheres de forma justa no trabalho – respeitar e apoiar os direitos humanos e a não- discriminação.

  • Garantir a saúde, a segurança e o bem- estar de todos os trabalhadores e as trabalhadoras.

  • Promover a educação, a formação e o desenvolvimento profissional das mulheres.

  • Implementar o desenvolvimento empresarial e as práticas da cadeia de suprimentos e de marketing que empoderem as mulheres.

  • Promover a igualdade através de iniciativas e defesa comunitária.

  • Mediar e publicar os progressos para alcançar a igualdade de gênero.

    APOIO